xvideosxvideosxvideosxvideosxvideosxvideosxvideosxvideosxvideosxvideosxvideosxvideos
A concordância entre sujeito e verbo em inglês - Una

A concordância entre sujeito e verbo em inglês

Escrito por: Doris Nascimento

6 de setembro de 2023

Como a flexão dos substantivos e palavras contáveis e incontáveis se diferem no inglês e no português

A gramática inglesa apresenta uma série de regras que podem parecer complexas à primeira vista, mas quando desmembradas em conceitos menores, podem ser compreendidas e aplicadas de maneira eficaz. Um desses aspectos é a concordância entre sujeito e verbo. Neste artigo, exploraremos diversas situações em que a concordância entre esses elementos é fundamental para uma comunicação clara e precisa.

  1. Sujeito e Verbo

Quando escrevemos ou falamos em inglês, a harmonia entre sujeito e verbo garante que nossas ideias sejam adequadamente comunicadas. O sujeito, o elemento que executa a ação, e o verbo, que expressa a ação, precisam concordar tanto em número quanto em pessoa. Por exemplo, “The interaction of dream scenarios with everyday reality was investigated” demonstra a concordância correta no singular, enquanto “The interactions of dream scenarios with everyday reality were investigated” exemplifica a concordância no plural. Cuidado para não misturá-los!

  1. Palavras Incontáveis

Algumas palavras consideradas incontáveis (que não podem ser contadas individualmente) por nós, falantes nativos de português, podem não ser classificadas da mesma forma em outro idioma. Por exemplo, podemos dizer “uma água” ou “um dinheiro”, enquanto que em inglês utilizamos o pronome determinante “some” para lidar com tais situações. Além disso, é importante estar ciente de que certas palavras contáveis em português podem ser incontáveis em inglês. Um exemplo disso é a frase “As informações foram fornecidas pelo fabricante”, em inglês: “Information was provided by the manufacturer”, em que a palavra “information” não é contável e requer o verbo no singular.

  1. Singular e Plural: “Most”

Essa relação também é influenciada por quantificadores, como “most”. Quando “most” acompanha um substantivo contável, como em “Most scholars have confirmed”, o verbo deve estar no plural para concordar com o substantivo no plural. No entanto, quando “most” está ligado a um substantivo incontável, o verbo permanece no singular para manter a concordância apropriada.

Concordância

Entender essas estruturas básicas da língua demonstram maestria sobre ela, além de tornar seu texto mais fluido e natural, diminuindo as chances de que seu artigo volte pelo parecer dos revisores.